Rosas – Quais os diferentes tipos de rosa e como cuidar


Sem dúvida, as rosas são das espécies mais adoradas do mundo inteiro. A sua beleza inconfundível, o seu perfume, fazem desta flor uma das mais queridas e amadas. Sendo assim, neste artigo vamos te mostrar quais os diferentes tipos de rosa, e quais as melhores formas de cuidar dela.

Esta flor apresenta em torno de 150 espécies diferentes, das quais existem milhares de variedades. Elas são muito resistentes, por isso já existem no nosso planeta há mais de 35 milhões de anos!

Curiosidade: Sabia que a rosa é comestível e é extremamente rica em vitamina C?

As pétalas de rosa são conhecidas por suas propriedades medicinais. Além disso, elas têm propriedades calmantes.

Vejamos agora, então, os diferentes tipos de rosa que existem!

Tipos de rosas

As rosas podem agrupar-se em 9 grandes grupos, nos quais se encaixam diferentes espécies. Vejamos quais são eles agora!

Silvestres

rosas silvestres
Por rosass.net, via Pinterest

As roseiras de espécies silvestres dão flor uma vez por ano, sendo que estas são compostas por 4 ou 5 pétalas.

Neste grupo você encontra flores como, por exemplo, a Rosa Moyesii, a R. Primula e a R. Rugosa.

Antigas

Por Heirloom Roses, Inc., via Pinterest

Sem dúvida, estas roseiras são das mais resistentes a doenças e pragas. Estas só existiram até metade do século XIX, época em que foi conseguido o primeiro híbrido.

Ao contrário das roseiras puras, estas possuem muitas pétalas.

Neste grupo podemos encontrar, por exemplo, roseiras Alba, poliantas anãs, Bourbons, R. Spinosissim e Rubiginosa, entre outras.

Híbridos de rosas-chá

Rosa Bokalovidnyj forma clássica de híbrido de rosa de chá
Por 👼ℒenora☼ ☼ℙhilbert👼, via Pinterest

Este grupo diz respeito a arbustos de flores grandes, podendo alcançar uma altura média e amplitude de 2 metros.

De fato, as flores também têm grandes dimensões, podendo variar de 5 a 10 cm. Normalmente estas flores são dobradas. Os botões são pontiagudos e altos. Estas rosas são bastante perfumadas.

Nesse grupo se destacam, por exemplo, a Fragrant Cloud, Silver Jubilee, Alec’s Red, Superstar, Papa Meillant, entre outras.

Floribundas

Por National Gardening Assoc., via Pinterest

As flores deste grupo de rosas podem ser semidobradas, dobradas ou singelas e geralmente elas florescem entre maio e outubro.

Aqui você encontra, por exemplo, a All Gold, Queen Elizabeth, Escapade ou Iceberg.

Arbustivas

Por joycreek.com, via Pinterest

Estes arbustos podem alcançar uma altura de 2 metros e as flores podem ser singelas ou dobradas, de 5 a 10 cm de largura. Estas florescem entre maio e setembro.

Nestas encontra, por exemplo, as Chinatown, Feu d’artífice, Bayreuth, Fruhlingsmorgen, Cocktail e Nevada.

Trepadeiras

Por emais.estadao.com.br, via Pinterest

Estas roseiras podem alcançar alguns metros e dão rosas bastante perfumadas. Geralmente florescem entre junho e julho.

Neste grupo encontramos, por exemplo, a Handel, Danse du feu, New Dawn, Golden Showers, Bela Portuguesa, Santa Teresinha, entre outras.

Sarmentosas

Por davidaustinroses.co.uk, via Pinterest

Estas apresentam um caule flexível, mais do que as trepadeiras. Florescem em junho e julho, e as flores são semidobradas, dobradas ou singelas. 

Neste grupo encontramos, por exemplo, as Gloire de Dijon, Albertine, Paul’s Scarlet Climber, entre outras.

Miniaturas

Por goodsamshow.blogspot.com, via Pinterest

As roseiras miniaturas têm uma altura que varia de 15 a 30 cm. Estas têm a particularidade de quase não terem espinhos. De fato, as flores também são muito pequenas, com apenas 2 a 3 cm de diâmetro. As roseiras florescem em junho e julho.

São exemplo de roseiras miniaturas as Baby Masquerade, Starina, Coralin, entre outras.

Como cuidar das Rosas

como cuidar de rosas
Por Meilland Richardier, via Pinterest

Uma das grandes vantagens das rosas é, de fato, que não precisam de muitos cuidados com o solo e com o clima, se adaptando bem a vários ambientes. No entanto, é importante dar uma poda por ano, quando esta estiver em estado de dormência.

Quando a roseira estiver na fase de floração, deverá retirar as flores que estão velhas, pois geralmente as pragas e doenças se dão nessas flores. Este passo também lhe permite esculpir a roseira, para além de favorecer o crescimento dos ramos e o nascimento de novas flores.

Como as rosas precisam de muito sol, então deverá garantir que elas se encontram em um local que esteja exposto à luz solar direta por um mínimo de 5 horas.

Os vasos devem ter uma boa drenagem, pois a água não deve ficar retida no caso, correndo o risco de apodrecer as raízes das suas flores.

Uma boa opção é, sem dúvida, colocar uma camada de argila no fundo do vaso e o substrato deve ser ligeiramente ácido.

Deve ainda fertilizar a sua roseira de 2 a 3 vezes por ano, especialmente na primavera e no verão. No entanto, a poda deve ser feita durante o inverno.

Apesar de não gostar de muita água, deve regar regularmente durante os períodos mais quentes.

Então? O que achou dessas informações sobre rosas? Ficou com alguma dúvida? Deixe-nos o seu comentário, pois queremos saber tudo o que achou!

4.8/5 - (61 votes)

0 Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *